(49)99836-9013

NO AR

TVSUL

redetvsul.com

Mundo

Ex-militares são suspeitos de assassinato do presidente do Haiti

Publicada em 09/07/21 às 14:26h - 139 visualizações

por REDE TVSUL/ClicRDC


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução/Clic RDC)
A unidade fortemente armada que matou o presidente do Haiti, Jovenel Moise, era composta por 26 colombianos e dois haitianos-americanos, conforme divulgado pelas autoridades locais na quinta-feira (08). Os mentores da ação não foram identificados de acordo com matéria divulgada pela Agência Brasil.

Moise tinha 53 anos e foi morto a tiros no começo da quarta-feira (07) em sua casa. As autoridades descreveram os suspeitos como um grupo de assassinos treinados e estrangeiros, atirando o país mais pobre das Américas ainda em turbulência ainda maior, com divisões políticas, fome e generalizada violência de gangues.

O ministro da Defesa da Colômbia, Diego Molano, disse que as primeiras informações são de que os colombianos suspeitos de terem participado do assassinato eram membros aposentados das Forças Armadas do país e prometeu ajudar as investigações no Haiti.

O chefe da polícia, Leon Charles, apresentou 17 homens à imprensa, em entrevista coletiva no final da quinta-feira,. Mostrou também uma série de passaportes colombianos, metralhadoras, machetes, walkie-talkies e materiais como alicates e martelos.

“Estrangeiros vieram ao nosso país para matar o presidente”, disse Charles, acrescentando que foram 26 colombianos e dois haitianos-americanos.

Ele revelou que 15 dos colombianos foram capturados, assim como os haitianos-americanos. Três foram mortos e oito ainda estavam foragidos.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Anuncie conosco

Visitas: 440753
Usu�rios Online: 9
Copyright (c) 2022 - TVSUL - comercial@redetvsul.com